O jogo sujo do PSDB


A propaganda eleitoral de Geraldo Alckmin está ressuscitando o caso de Maria do Rosário x Jair Bolsonaro no Salão Verde do Congresso Nacional. Naquela ocasião, como é de conhecimento geral, Jair Bolsonaro clamava pela redução da maior idade penal para crimes hediondos por conta do caso do assassinato do casal de namorados, Felipe Caffé e Liana Friedenbach, que foram brutalmente assassinados pelo menor de idade na época Roberto Aparecido Alves Cardoso conhecido como Champinha, que estuprou por diversos dias consecutivos a adolescente antes de degola-la. Champinha só permanece preso por conta de uma gambiarra jurídica que o manteve preso em uma instituição psiquiátrica e na época Maria do Rosário defendia que se cumprisse o que diz o Estatuto da Criança e do Adolescente e que o assassino fosse libertado. Ela naquele momento interrompeu a entrevista que Bolsonaro dava para a Rede TV e abruptamente interrompendo a entrevista o chamando de estuprador.
Agora o PSDB usa essa imagem para questionar as mulheres se é um homem como esse que as mulheres querem como presidente.
O erro de Jair Bolsonaro naquela época foi não ter movido um processo contra Maria do Rosário, já que como o estupro é um crime hediondo, acusar alguém indevidamente de um crime como esse é considerado injúria.
Agora uma pergunta que eu faço para todos. Você votaria para presidente para um partido que baseia sua gestão de segurança pública em fazer acordos com o comando do crime organizado e que transformou os presídios do estado de São Paulo e quarteis generais do crime?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Neo Conservador é uma Desgraça

O eleitorado oculto de Jair Bolsonaro

Os perigos de Janaina Paschoal