A profanação do rosto


''Na pornografia, o rosto não tem papel a desempenhar exceto o de ser submetido ao império do corpo. Os beijos não tem importância, e os olhos olham para o nada já que não se busca nada além do prazer imediato. Tudo isso corresponde a uma marginalização, efetivamente uma espécie de profanação, do rosto humano. E essa profanação do rosto é também uma anulação do sujeito. O sexo, na cultura pornográfica não é uma relação entre sujeitos, mas uma relação entre objetos.''


Roger Scruton, in O Rosto de Deus

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Neo Conservador é uma Desgraça

O eleitorado oculto de Jair Bolsonaro

Os perigos de Janaina Paschoal