O papel da mulher conservadora

Eu não posso e não quero aqui nesse texto, apontar defeitos em relação à outras mulheres, nem vou aqui dizer o que ninguém deve ou não fazer. Só quero explanar o quanto mulheres são realmente divisor de águas nas relações, em diversos ambientes e aspectos.
Nós mulheres conseguimos transformar a vida de um homem, seja para o bem, ou para o mal. Tudo depende do comportamento, de seu modo de encarar a vida e principalmente sua religiosidade.  E é necessário salientar aqui também, o comportamento feminino exigido hoje, no âmbito socialista requer observação e muita análise. Pois quando o que é “normal” e “corriqueiro” são comportamentos que degradam a imagem da mulher utilizando argumentos de “emponderamento” dizendo que é para o bem da mesma.
Antigamente a mulher sempre foi respeitada pelo trabalho do lar, educação dos seus filhos, por administrar as contas de sua casa e planejamento nutricional de sua família. Se compararmos, a mulher que teve seus direitos “igualados” aos homens, hoje elas bebem até cair, vão para baladas e ficam com vários homens em uma única noite.
Eu particularmente não vejo nenhuma conquista neste aspecto. Pois se formos analisar bem ao pé da letra a mulher perdeu muito mais do que ganhou. Ela perdeu o poder de cuidar de sua casa e deixá-la organizada do seu jeito, perdeu e perde momentos de crescimento de seus filhos, onde o tempo não para e é cruel em não repetir certos momentos só para que a pessoa possa acompanhar a primeira palavra, a primeira passada e outros momentos que hoje a mulher “moderna” não pode, por conta de seu trabalho.
A mulher conservadora é importante em tempos modernos, pois ela é o avesso de todas as outras, é o diferencial e referência para muitas outras que por conta de tanta informação deturpada pensa que está agindo de forma correta. Como já disse no início deste texto, venho dizer que me inspiro muito sobre mulheres que são conservadoras, que são religiosas, que levam sua família para a ascensão. Pois como já falei, a mulher tem o poder de transformar o ambiente.
Não pense que eu não trabalhe, por isso mesmo é que eu posso está aqui comentando sobre esse assunto. O que eu percebo é que as mulheres atuais não podem mais ocupar essa empresa tão rica que é ser “do lar”.
Eu não sou contra a mulher buscar no trabalho seus meios de conquistar seus sonhos e realizações, porém, sou contra o comportamento errôneo disfarçado de cultura, ou até mesmo imposição social difundida em movimentos feministas sobre as mulheres.

~Pri.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Neo Conservador é uma Desgraça

O eleitorado oculto de Jair Bolsonaro

Os perigos de Janaina Paschoal