O Egoísmo feminino ou feminista?



 Os objetivos dos meus textos sempre é para reflexão e busca de aprofundamento contextual, onde minha visão maior sempre é levar assuntos polêmicos de contexto social à tona.
Pois bem vou tornar a dizer que não quero apontar ninguém, porém, faço um convite a usar o Google acadêmico para suas futuras pesquisas. O egoísmo feminino é de cunho natural ou foi atribuído aos poucos na nossa sociedade? Fazendo uma pesquisa eu percebo que a mulher tinha muito bem definido suas obrigações,  portanto aprendia a fazer  bordado, a cozinhar, a depender de sua classe social ela aprendia a ler e escrever. Aos poucos formaram uma idéia de independência masculina, isso fez com que buscassem aprender e conquistar novos âmbitos e novas possibilidades, nascia a mulher independente.
Pois bem, a mulher se tornou independente pelo fato de ser desquitada, onde passou-se por moldes de desaprovações sociais (no início) e por fatores de descontentamento nos casamentos. Antes a mulher tinha que aguentar tudo de seus maridos. Porém, essas mulheres perdiam o seu status social, eram literalmente excluídas dos meios de determinados ambientes. Não estou me referindo sobre o fato que a mulher deva aguentar humilhações e muito menos espancamentos, e os homens devam ser canalhas.
Existe um falso senso comum de que o homem deveria agir, que deveria fazer certos tipos de coisas senão ele não seria considerado homem. Acredito que isso já caiu por terra, hoje sabemos que não seria bem visto assim, isso se limitava a círculos restritos, como ainda hoje.
Visto que, em vez dos homens, que age dessa forma são as mulheres. Vou explicar direitinho sobre o que estou falando. As mulheres se esqueceram ao longo dos anos, que não estão em guerra com os homens. Estamos agindo de maneira egoísta, pois priorizamos o trabalho, não estamos dando conta de tanta coisa, para agradar um movimento que já se provou por diversas vezes não estar agindo em defesa da mulher e sim em prol de uma idéia político-ideológica, muitas vezes, ignorando agressões contra as mulheres apenas pelo fato do agressor ser de esquerda ou se manifestar contra aquilo acabaria quebrando outra regra do politicamente correto. É o caso de Netinho de Paula que espancou a esposa e hoje encabeça campanha contra violência doméstica só por que na época era filiado ao PCdoB e também os estupros realizados por imigrantes muçulmanos na Europa.            
Queremos ser aceitas nos padrões e acabamos nos perdendo diante de Deus e de nós mesmas. Onde ser é maior que existir, diante de tanta atrocidade acontecendo eu observo que as pessoas querem impor  uma vida desregrada e socialmente inaceitável aos homens e acham que eles não devam ter o poder de escolha, antes determinado pelas mulheres e entregue de mão beijada aos homens. 
Sendo que essas mulheres se intitulam como” prostitutas”, como já antes visto como “rodadas” e não terem vergonha disso. Acham que os homens não têm que escolher e sim aceitar.
É triste falar que isso a sociedade impôs, e as pessoas caíram nessa, não quero aqui desmerecer ninguém, porém é ter senso crítico e saber o que é certo e errado. Aliás o que o PT tratou de destruir dentre esses quase treze anos no poder. 

~Pri.


Comentários